Quarta, 25 de Maio de 2022
25°

Pancada de chuva

Pimenteiras - PI

Dólar
R$ 4,83
Euro
R$ 5,16
Peso Arg.
R$ 0,04
Destaques INVESTIGAÇÃO

Médico é suspeito de assediar oito mulheres em Teresina

A suspeita é que os crimes tenham ocorridos no próprio consultório do médico.

05/05/2022 às 15h31
Por: Redação Fonte: G1/Piauí
Compartilhe:
Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) investiga o caso — Foto: TV Clube
Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) investiga o caso — Foto: TV Clube

A Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM-PI) abriu um inquérito para investigar o médico psiquiatra Eurivan Sales Ribeiro por assédio sexual contra oito pacientes em Teresina.

A suspeita é que os crimes tenham ocorridos no próprio consultório do médico. Adélia Barros, advogada de defesa das vítimas, relatou que o caso veio à tona após uma amiga de uma estudante membro de uma comissão da Ordem dos Advogados do Brasil – secção Piauí (OAB-PI) ter relatado o que passou com Eurivan Sales.

“Tomamos conhecimento desse caso através de uma estudante de direito que fazia parte da Comissão da Mulher na OAB-PI e ela nos repassou. Ela tomou conhecimento através de uma amiga que foi até o consultório buscar ajuda médica e lá se deparou com uma situação que ela saiu perplexa, pensando que foi fora dos limites todas as abordagens, trazendo situações que, pra ela, eram totalmente desconexas com o que esperava”, afirmou a advogada.

Em entrevista à TV Clube, uma das vítimas contou que procurou o psiquiatra para tratar um quadro de depressão que ela desenvolveu após o término de um relacionamento. Ela disse que notou algumas falas estranhas por parte do médico nas duas primeiras consultas, mas pensou que não seria nada de mais. Na terceira vez que ela foi até o consultório, a situação agravou.

“Quando eu voltei, que eu tive esse ataque de pânico, que eu não me dei bem com a medicação na terceira vez, ele me pediu para me auscultar. Ele pediu licença para pegar em mim. Só que quando eu fui me levantar, ele disse: ‘me dê aqui sua mão’. E aí eu peguei na mão dele, ele me levantou, me botou de frente para ele e já me fez umas perguntas que foi onde eu me senti muito com a minha privacidade invadida. Ele me perguntou ‘Você é fogosa na cama?’”, relatou a vítima.

Até o momento, 21 mulheres já manifestaram que tiveram a privacidade invadida pelo psiquiatra, sendo que destas, oito formalizaram a denúncia.

A defesa de Eurivan Sales Ribeiro disse que o médico ainda não foi ouvido e que deve aguardar a conclusão do inquérito. Caso ele seja indiciado, a defesa diz que irá provar a inocência dele.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) não comentou sobre o caso e apenas informou que sindicâncias e os processos éticos-profissionais nos conselhos regionais e federal tramitam em sigilo processual, devendo tal sigilo ser resguardado pelas partes e respectivos advogados.

“É um processo que está tendo um sigilo, até mesmo para proteger as vítimas. A gente evita falar fatos pormenores para que a gente não exponha essas vítimas”, comentou a advogada Adélia Barros.

Enquanto o caso segue em investigação, as mulheres que acusam o psiquiatra de assédio sexual se dizem fragilizadas emocionalmente depois do ocorrido.

“A gente busca ajuda porque a gente já tem a consciência que a gente não tá mais bem. Eu já não estava muito em mim, por conta daquele estado”, disse uma das vítimas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Pimenteiras - PI Atualizado às 20h35 - Fonte: ClimaTempo
25°
Pancada de chuva

Mín. 21° Máx. 31°

Qui 31°C 23°C
Sex 30°C 22°C
Sáb 31°C 21°C
Dom 32°C 21°C
Seg 33°C 22°C
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias