O ex-presidiário Francisco das Chagas Rodrigues Oliveira, de 26 anos, foi executado com um tiro na cabeça na manhã desta segunda-feira (15) no município de Campo Maior, a 81 km de Teresina.

A execução ocorreu na barragem do Rio Surubim, próximo à casa da vítima. Francisco tomava banho no rio, acompanhado por um irmão e um primo.

Segundo o major Etevaldo Alves, comandante da Polícia Militar de Campo Maior, uma pessoa teria atirado com uma espingarda de um ponto escondido na mata. O tiro atingiu a vítima na cabeça, e ele faleceu no local.

Segundo o comandante da Polícia Militar de Campo Maior, major Etevaldo Alves, o crime pode ter sido motivado por vingança, já que Francisco teria cometido um homicídio em 2016.

“A pessoa que cometeu o crime sabia que ele morava ali, por onde ele andava, o lugar que ele frequentava, próximo ao rio. A polícia deve trabalhar agora com a possibilidade de vingança da família da vítima que Francisco das Chagas matou a 5 anos atrás”, declarou major Etevaldo Alves.

Francisco foi condenado pelo homicídio ainda em 2016. Há dois meses, ele cumpria a pena em regime semi aberto. Além desse crime, o homem é suspeito por roubos e furtos que teriam sido cometidos em Campo Maior.

O corpo de Francisco foi recolhido nesta tarde pelo Instituto Médico Legal (IML) e a Perícia Técnica. A Polícia Militar agora realiza diligências para tentar localizar o suspeito do crime.

Fonte: G1 Piauí 

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui