A Promotoria de Justiça de Elesbão Veloso instaurou procedimento de investigação criminal para apurar denúncias sobre captação de sufrágio (compra de votos) no município. Com base nas informações obtidas, o Ministério Público requereu a expedição de mandado de busca e apreensão na residência do cabo eleitoral Moisés Ferreira da Silva.

O promotor de Justiça José William Pereira Luz e a Polícia Civil de Elesbão Veloso cumpriram nesta quinta-feira (05/11) as diligências e apreenderam documentos, anotações e dinheiro que indicam a existência e o funcionamento de um esquema para uso da máquina pública e distribuição de dinheiro condicionada à venda de votos. A equipe encontrou R$ 3.400,00 em cédulas, separadas em maços e etiquetadas com nomes de possíveis destinatários, além de material de construção e notas fiscais. Também foi apreendido um aparelho celular, no qual havia conversas com negociações.

Imagem: Divulgação

“No exercício das atividades de fiscalização das eleições municipais de 2020, chegou ao conhecimento da Promotoria de Justiça a informação de que Moisés Ferreira da Silva estava oferecendo vantagens financeiras a eleitores do município de Elesbão Veloso em troca de apoio político para os candidatos vinculados à Coligação Unidos por Elesbão (PP e PTB), que é apoiada pela atual gestão”, pontuou o promotor de Justiça William Luz.

O cabo eleitoral foi preso em flagrante delito e permanece à disposição do Poder Judiciário. O juiz da 48ª Zona Eleitoral converteu a prisão em preventiva, considerando indício de atuação de uma associação criminosa voltada para a prática de ilícitos eleitorais.

Fonte: MP-PI | Canal 121
COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui