Presidente Jair Bolsonaro ao lado do Ministro da Economia, Paulo Guedes – (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou que auxílio-emergencial será prorrogado até dezembro, mas não disse qual será o valor. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (21).

“O auxílio emergencial foi bem-vindo, mas ele custa R$ 50 bilhões ao ano, e infelizmente não pode ser definitivo, mas vamos continuar com ele, mesmo com valores diferentes, até que a economia possa pegar em nosso país”, disse durante discurso no Rio Grande do Norte.

Em março, o auxílio foi aprovado como suporte a trabalhadores informais e autônomos que perderam a renda devido à crise do novo coronavírus. A princípio, a medida previa pagamento no valor de R$ 600 pelo período de 3 meses.

Em abril, deputados e senadores aprovaram a ampliação do benefício para outras categorias, como motoristas de aplicativo, diaristas e feirantes, além de mães adolescentes, pais solteiros, mães chefes de família e artistas informais. A inclusão de novas solicitações, no entanto, foi vetada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Fonte: SBT Jornalismo
COMPARTILHAR

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui